• Orquestra Sinfônica Brasileira

Baixada Fluminense recebe ações do Conexões Musicais, projeto social da OSB

Alunos de Duque de Caxias, Japeri e Paracambi participam de aulas de instrumentos, regência e arranjo com músicos renomados




Alunos e professores de projetos voltados ao ensino de música na Baixada Fluminense têm a oportunidade de estudar com grandes nomes da música de concerto. Desde o mês de maio, eles participam do Conexões Musicais – projeto de responsabilidade da Orquestra Sinfônica Brasileira. São aulas de instrumentos, regência e arranjo ministradas pelos profissionais da orquestra e músicos convidados. A ação, que conta com o patrocínio da NTS – Nova Transportadora do Sudeste, se estenderá até dezembro e atenderá cerca de 140 pessoas.


Criado em 2017, o Conexões Musicais – projeto de responsabilidade social da Fundação Orquestra Sinfônica Brasileira – já percorreu cerca de 30 municípios em seis estados do país. O objetivo é criar uma rede de interação em cidades do interior, promovendo o acesso à cultura e à informação por meio de atividades educacionais. O conjunto de ações realizadas nesta etapa, contempla alunos e professores da Abramvefa (Associação Brasileira de Músicos Veteranos das Forças Armadas e Auxiliares e da Opas (Orquestra Popular Ariano Suassuna), em Duque de Caxias, do Instituto Pastor Augustinho Valério de Souza, em Japeri, e da Escola de Música Villa-Lobos (Pólo Paracambi).


Jovens estudantes de diversos instrumentos têm a oportunidade de receber dicas valiosas de profissionais atuantes em uma das orquestras mais tradicionais do país, desenvolvendo suas habilidades e aprimorando sua técnica. “Ao longo da trajetória do projeto, pudemos perceber que os talentos musicais estão espalhados pelo país, dentro e principalmente fora dos grandes centros urbanos, nos interiores brasileiros”, afirma o Diretor Executivo da Fundação OSB, Gregório Tavares. Em função da pandemia de Covid-19, os encontros mensais têm acontecido virtualmente. No entanto, espera-se que os encontros passem a acontecer presencialmente assim que haja segurança sanitária para todos.


O maestro Roberto Tibiriçá será o responsável por ministrar as aulas de regência orquestral, durante o mês de agosto. Alunos interessados em avançar na carreira, poderão mergulhar nos ensinamentos de um dos principais regentes brasileiros em atividade.


Já quem se interessa pela produção de arranjos também terá uma oportunidade única. Os músicos Lipe Portinho, Paulo Aragão, Jessé Sadoc e Rafael Rocha serão os professores responsáveis por esse bloco de atividades. As aulas de arranjo serão oferecidas entre os meses de julho e setembro, divididas em quatro módulos.



Conexões Musicais retorna ao primeiro município que recebeu o projeto, em 2017


A primeira ação do projeto, quatro anos atrás, aconteceu justamente em um dos municípios que agora recebem esta etapa: Japeri. “Esse ano, retomamos com imensa alegria a parceria da Fundação OSB com o município de Japeri, cidade que recebeu de modo tão acolhedor as ações do projeto, quando a iniciativa foi criada”, comenta Gregório Tavares.


Em parceria com a NTS - Nova Transportadora do Sudeste, o Conexões Musicais visa a construção de legados nos territórios parceiros. A experiência, no entanto, é uma via de mão dupla: “Nossos músicos compartilham seus conhecimentos musicais ao mesmo tempo que aprendem com essas crianças e jovens, sobre inventividade, resiliência e sobre resistência cultural”, completa Tavares.


MAIS INFORMAÇÕES PARA IMPRENSA

Érica Avelar

(21) 98119-4559 / 3596-7941

erica.avelar@gmail.com


todas as notícias da orquestra