• Orquestra Sinfônica Brasileira

Orquestra Sinfônica Brasileira apresenta concerto da Série Músicos da OSB, dia 31 de agosto

Ciclo dá destaque aos músicos da orquestra, que atuarão na posição de solistas em grupos de câmara.




No próximo dia 31 de agosto, às 20h, a Orquestra Sinfônica Brasileira apresenta mais um concerto da Série Músicos da OSB, que tem como objetivo jogar luz sobre as individualidades artísticas dos instrumentistas da orquestra, colocando-os na posição de solistas em grupos de câmara. Na ocasião, os trombonistas Raphael Paixão, Ricardo Santos e Eduardo Machado e o tubista Eliézer Rodrigues interpretarão as obras do programa. Ainda sem a presença do público, a apresentação foi pré-gravada na Sala Cecília Meireles e será veiculado nas páginas da OSB no Facebook e no Youtube. A Série Músicos da OSB é dedicada à memória de Antônio Seixas, trombonista da OSB, falecido em dezembro do ano passado.





Abrindo a apresentação, o público ouvirá “Eaglehawk”, do americano Eric Ewazen. O compositor, que também é professor e conferencista, compôs a peça (cujo título significa águia falcão) enquanto ouvia três amigos trombonistas, durante uma nevasca de inverno em Québec, no Canadá. É um trabalho ardente e sincopado, semelhante ao vôo de aves de rapina.


“Trombone Opera”, de David Fetter, é a segunda obra do repertório escolhido para a noite. O compositor, arranjador, trombonista, editor e professor americano, apresentou a peça pela primeira vez em 2006. Este trabalho permite que os trombones assumam o centro do palco e executem música de ópera durante a apresentação. Uma obra original, humorística, com muitas referências a temas de óperas populares.





A “Sonata nº 4 para Trombones”, do compositor, organista e violinista italiano do período barroco Giovanni Battista Pergolesi, antecede a execução de “Song for Japan”, do jovem compositor belga Steven Verhels. A peça estreou em 2011 e é dedicada às vítimas do tsunami que ocorreu no Japão naquele ano.


Na sequência, o grupo interpreta “Two Sonatas”, do compositor alemão Daniel Speer, um dos grandes responsáveis pela popularidade dos trombones durante o período barroco. “Trois Dances Canaries”, do francês Louis de Couperin, aparece a seguir. A peça foi inspirada em danças originárias das Ilhas Canárias e tinham um ritmo rápido, mas se tornaram mais elegantes quando chegaram às cortes da França e da Inglaterra. Essas e outras danças tradicionais foram compostas originariamente para cravo.





A penúltima obra do programa conta com um belíssimo solo de tuba. “Melodia Sentimental”, de Heitor Villa-Lobos, foi composta em 1950, como parte da obra “A Floresta do Amazonas”, para o filme “Green Mansions”, de Mel Ferrer. Também foi trilha de “Deus é Brasileiro, de Cacá Diegues”. Fechando a apresentação, “Habanera to the pOpera”, de Georges Bizet, Willeke Alberti e Edith Piaf.





PROGRAMA

Eric Ewazen – Eaglehawk

David Fetter – Trombone Opera

Giovanni Battista Pergolesi – Sonata no. 4

I. Allegro | II. Adagio | III. Presto e stacato

Steven Verhelst – Song for Japan

Daniel Speer – Two Sonatas

Louis de Couperin – Trois Dances Canaries

Heitor Villa-Lobos – Melodia Sentimental (Eliézer Rodrigues, Tuba)

Georges Bizet, Willeke Alberti e Edith Piaf – Habanera to the pOpera


SERVIÇO

OSB – Série Músicos da OSB II

Trio e Low Brass

Dia 31 de agosto de 2021 (terça-feira), às 20h

Concerto pré-gravado, veiculado no Facebook e Youtube

facebook.com/orquestrasinfonicabrasileira

youtube.com/sinfonicabrasileira

Acesso gratuito


MAIS INFORMAÇÕES PARA IMPRENSA

Érica Avelar

(21) 98119-4559 / 3596-7941

erica.avelar@gmail.com

todas as notícias da orquestra