top of page
  • Orquestra Sinfônica Brasileira

Orquestra Sinfônica Brasileira se apresenta dia 14 de novembro no Teatro Riachuelo Rio

No repertório inédito do concerto, regido pelo maestro Abel Rocha, estreias de compositores brasileiros

Arte: Dani Pascoaleto


Sob regência do maestro Abel Rocha, a Orquestra Sinfônica Brasileira retorna ao palco do Teatro Riachuelo Rio no dia 14 de novembro. No Concerto Especial Estreias será apresentado ao público um panorama da criação musical do presente. A Orquestra Sinfônica Brasileira executará um repertório integralmente inédito, escrito por uma nova geração de compositores.

A noite começa com As Aventuras de um Super Herói Qualquer, de João Rafael Souza. Nessa obra entusiasmante, o compositor exprime toda sua paixão pela trilha sonora de filmes e pela música sinfônica. O título inusitado é, na verdade, um mapa auditivo para a peça, que em seus vários momentos evoca a jornada usual dos heróis de cinema, desde a descoberta dos poderes, passando pela paixão e pelos perigos e peripécias. O finale é um epílogo grandioso e festivo, com sabor de vitória.


Seguindo o programa, a OSB apresenta uma incrível composição de Marcelo Caldi: o Xote Antifa. A obra, que traz no nome um gênero característico do Nordeste, evoca sonoramente as revoluções republicanas e os campos de lutas da região, como Canudos. A orquestração é de um colorido marcial, com metais e percussões aludindo aos ambientes épicos de batalha. Uma verdadeira homenagem ao universo da cultura popular nordestina.


Elementos mais e menos experimentais se encontram na próxima peça do programa, a instigante Anfíbio I, para orquestra de cordas, de Daniel Quarenta. Por um lado, a obra emprega uma trama de ruídos e um emaranhado de texturas pouco identificáveis, por meio de um jogo polifônico entre instrumentos e diferentes timbres; por outro, ela explora uma materialidade que evoca a música popular, com forte inspiração de orquestra de metais e big bands. O resultado é uma música inventiva e rica em elementos colorísticos.


A quarta peça que será ouvida essa noite é Lendas: Suíte Folclórica, de Felipe Senna. A obra foi concebida com a finalidade de apresentar a orquestra e seus instrumentos a jovens ouvintes do Brasil por meio da recriação de um universo sonoro fincado nas tradições culturais do país. Cada movimento da composição faz referência a uma lenda do nosso folclore, associando personagens míticos e instrumentos da orquestra de forma criativa e lúdica; o "Clarinete-Saci", a "Flauta-Vitória Régia", o "Trompete-Mula-sem-cabeça", o "Xilofone-Curupira", o "Tutti-Cuca", todos esses personagens musicais desfilam pela fantástica peça, amparados pelas Cordas-Bosque.


Encerrando a noite, a OSB interpreta a misteriosa Eclipse, de Elodie Bouny. Combinando polaridade tonal e sugestivas incursões na atonalidade, a obra se apresenta como uma verdadeira metáfora da escuridão que abate ciclicamente o planeta. Apesar da escrita escura e densa que predomina em boa parte da música, a peça também lampeja algum otimismo: mesmo que o potente tema do Sol – representado pelas trompas – seja encoberto em dado momento, ele retorna ao fim, para limpar os ares e rutilar esperança.



PROGRAMA


JOÃO RAFAEL SOUZA – Aventuras de um Super Herói Qualquer, Op. 15

MARCELO CALDI – Xote Antifa

DANIEL QUARANTA – Anfíbio I - Para orquestra de Cordas

FELIPE SENNA – Lendas: Suite Folclórica

ELODIE BOUNY- Eclipse



SERVIÇO

Concerto Especial – Estreias

Dia 14 de novembro de 2022 (segunda-feira), às 19h

Local: Teatro Riachuelo Rio (Rua do Passeio 38/40 – Cinelândia/Centro, Rio de Janeiro)


Ingressos:

Plateia vip – R$60,00 (R$30 meia)

Plateia – R$50,00 (R$25 meia)

Balcão nobre – R$50,00 (R$30 meia)

Balcão simples – R$30,00 (R$15 meia)

Ingressos à venda na bilheteria do Teatro Riachuelo Rio e no site Sympla



MAIS INFORMAÇÕES PARA IMPRENSA

Érica Avelar - (21) 98119-4559 | erica.avelar@osb.com.br

Mario Camelo – (21) 99992-3644 | mariocamelo@gmail.com



Comments


Acompanhe tudo sobre a orquestra que toca o Brasil

bottom of page