top of page
  • Orquestra Sinfônica Brasileira

Orquestra Sinfônica Brasileira retorna à Cidade das Artes nos dias 10 e 11 de junho

Obras de Carl Philipp Emanuel Bach, Lipe Portinho, Johann Joachim Quantz, Théo Charlier e Antonio Vivaldi estão no programa


Transitando das fileiras da orquestra para a prestigiosa posição de solista, membros da Orquestra Sinfônica Brasileira são o grande destaque nas apresentações da Série Músicos da OSB que acontecerão na Cidade das Artes dias 10 e 11 de junho. Alexis Angulo, Felipe Destéfano, Kleber Vogel e Fábio Brum interpretam um repertório que vai desde o barroco até a música contemporânea, sob regência de Ubiratã Rodrigues. Serão ouvidas obras de Carl Philipp Emanuel Bach, Lipe Portinho, Johann Joachim Quantz, Théo Charlier e Antonio Vivaldi.


O espetáculo abre com o Concerto em Lá menor, Wq166, de Carl Philipp Emanuel Bach. A composição – que existe em versões para flauta, violoncelo ou cravo solista – será apresentada aqui com o fagote liderando a orquestra. O Concertino para Bandolim e cordas em sol maior de Lipe Portinho, segunda obra do programa, foi escrito dentro de parâmetros rígidos pré-estabelecidos de forma, orquestração e harmonia. Inspirado na estética do movimento armorial, a obra toma como referência o quinteto de cordas da Paraíba, do compositor Clovis Pereira e o Quinteto Armorial.


Entre os quase 300 concertos para flauta compostos por Johann Joachim Quantz, aquele em Sol Maior QV5:174, que será ouvido neste programa, tem gozado de grande popularidade desde que foi redescoberto, no fim do século XIX. A obra é representante exemplar do estilo galante do século XVIII. A penúltima peça do programa é assinada pelo belga Théo Charlier, um dos mais importantes compositores para o trompete. "Solo de Concours" – o mais conhecido de seus 36 Estudos Transcendentais – é uma peça imponente, que para além do seu aspecto virtuosístico também se destaca pela força enternecedora das melodias.


O italiano Antonio Vivaldi, que surge como referência na composição de Lipe Portinho, encerra em grande estilo o espetáculo, com a cintilante ária "Agitata da due venti", da ópera Griselda, em arranjo para trompete e orquestra.



A ORQUESTRA SINFÔNICA BRASILEIRA:


Fundada em 1940, a Orquestra Sinfônica Brasileira é reconhecida como um dos conjuntos sinfônicos mais importantes do país. Em seus 82 anos de trajetória ininterrupta, a OSB já realizou mais de cinco mil concertos e é reconhecida pelo pioneirismo de suas ações, tendo sido a primeira orquestra a realizar turnês pelo Brasil e exterior, apresentações ao ar livre e projetos de formação de plateia.

Composta atualmente por mais de 70 músicos brasileiros e estrangeiros, a OSB contempla uma programação regular de concertos, apresentações especiais e ações educativas, além de um amplo projeto de responsabilidade social e democratização de acesso à cultura.

Para viabilizar suas atividades, a Fundação conta com a Lei Federal de Incentivo à Cultura, tem o Instituto Cultural Vale como mantenedor, a Shell e a NTS - Nova Transportadora do Sudeste como patrocinadores master, Brookfield e Eletrobras Furnas como patrocinadores, Sergio Bermudes Advogados e SulAmérica como copatrocinadores, além de um conjunto de apoiadores culturais e institucionais.



Saiba mais em



Ubiratã Rodrigues, regência

Alexis Angulo, flauta | Felipe Destéfano, fagote | Kleber Vogel, bandolim | Fábio Brum, trompete



PROGRAMA 10/06:

CARL PHILIPP EMANUEL BACH - Concerto para fagote Wq166 (Original para Violoncelo)

  1. Allegro Assai

  2. Andante

  3. Allegro Assai

LIPE PORTINHO – Concertino para Bandolim e Cordas

  1. Allegro

  2. Andante

  3. Vivo

JOHANN JOACHIM QUANTZ – Concerto para flauta em Sol Maior QV5:174

  1. Allegretto

  2. Arioso - Mesto

  3. Presto

THÉO CHARLIER - Solo de Concours

ANTONIO VIVALDI - Agitata da due venti (Griselda)



PROGRAMA 11/06 (Concertos para a Juventude):

CARL PHILIPP EMANUEL BACH - Concerto para fagote Wq166 (Original para Violoncelo)

  1. Allegro Assai

  2. Allegro Assai

LIPE PORTINHO – Concertino para Bandolim e Cordas

  1. Allegro

  2. Andante

  3. Vivo

JOHANN JOACHIM QUANTZ – Concerto para flauta em Sol Maior QV5:174

  1. Allegretto

  2. Arioso - Mesto

  3. Presto

THÉO CHARLIER - Solo de Concours

ANTONIO VIVALDI - Agitata da due venti (Griselda)



SERVIÇO:

Dia 10 de junho (sábado), às 19h

Ingressos: R$40 (R$20 meia)


Dia 11 de junho (domingo), às 11h – Concertos para a Juventude

Ingressos: R$10 (R$5 meia)


Ingressos à venda na bilheteria da Cidade das Artes e no site Sympla


Local: Cidade das Artes | Teatro de Câmara (Avenida das Américas, nº5.300 – Barra da Tijuca, RJ)



MAIS INFORMAÇÕES PARA IMPRENSA:

Érica Avelar

erica.avelar@osb.com.br

(21) 98119-4559


Mario Camelo

(21) 99992-3644




コメント


Acompanhe tudo sobre a orquestra que toca o Brasil

bottom of page